Avaliação social para Frente de Trabalho será feita até 30 de novembro

221

As secretarias de Indústria, Comércio, Emprego e Relações do Trabalho e de Assistência e Desenvolvimento Social, realizarão até 30 de novembro (prazo improrrogável) a avaliação com Assistente Social dos inscritos no Programa de Combate ao Desemprego e Incentivo à Qualificação Profissional, conhecido como Frente de Trabalho. Os candidatos devem comparecer ao Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) mais próximo. Desde agosto, aproximadamente 3500 pessoas já passaram pelo processo.

Mais de 7.300 pessoas realizaram inscrições na Frente de Trabalho. O principal critério de seleção será a situação de vulnerabilidade social do candidato e a administração municipal realizará contratações de acordo com a necessidade e disponibilidade financeira. A Prefeitura de Poá publicou em abril o decreto regulamentando a lei municipal nº 3.623 do Programa de Combate ao Desemprego e Incentivo à Qualificação Profissional. Segundo o documento, é permitida a ocupação de trabalhadores desempregados, com salários de R$ 802,85, auxílio cesta básica de até R$ 135,00 e seguro de acidentes pessoais.

Além da ocupação e renda, a Frente de Trabalho oferece cursos de qualificação profissional para os participantes. A jornada de atividade no programa é de 40 horas semanais, sendo 35 horas de trabalho e cinco horas de qualificação profissional, que é obrigatória. Como a inscrição no programa vale por dois anos, o prazo de permanência do inscrito aumenta a possibilidade do mesmo ser chamado.

CRAS de Poá:

CRAS SÃO JOSÉ
Rua Águas de São Pedro, 411
4638-3834

CRAS CIDADE KEMEL
Rua Vitor Barbosa Guisar, 179
4636-5879

CRAS CALMON VIANA
Av. Getúlio Vargas, 955
4638-2050

CRAS VILA JAÚ
Rua Gerônimo de Mazieiro, s/nº
4638-3025

você pode gostar também Mais do autor