Poá trabalha para atrair novas empresas

173

 

O secretário de Indústria, Comércio, Emprego e Relações do Trabalho, Ricardo Massa, esteve na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) para discutir com diretores da entidade medidas efetivas para atração de novas empresas para Poá. Massa foi recebido pelos representantes da Fiesp Márcio Giusti e Paulo Henrique Schoueri. Também participaram da reunião o diretor técnico Vanderlei de Brito Furtado e o coordenador Anderson Rodrigues de Almeida, ambos da secretaria municipal.

“Conversamos sobre um planejamento de ações e comentei da nossa determinação em constituir um sistema rápido para implantação de novas empresas no município. Foi uma primeira conversa e será agendada uma nova reunião”, comentou Massa, que acrescentou ainda a intenção da administração municipal em trazer para o município o programa estadual “Via Rápida Empresa”.

O programa foi lançado em maio de 2012 pelo governador Geraldo Alckmin e permitirá a realização dos serviços de pesquisa de viabilidade, registro empresarial, inscrições tributárias e licenciamento de atividades em um único atendimento. “O tempo médio de registro e legalização de empresas passa a ser muito rápido com o ‘Via Rápida Empresa’, então é algo que tem dado certo em outros municípios e também queremos em Poá”, explicou Massa.

Via Rápida Empresa
Com a implantação do programa em Poá, o empreendedor da cidade não precisará mais se deslocar até a sede da Jucesp (Junta Comercial do Estado de São Paulo), na capital, ou aos postos e escritórios regionais. O interessado deverá dirigir-se somente à unidade do Via Rápida Empresa, munido dos documentos necessários.

“Fechando todos os procedimentos necessários na unidade municipal do Via Rápida Empresa, em cinco dias úteis o usuário retira os documentos registrados e já está apto para desenvolver sua atividade empresarial. Para Poá isso será um ganho imenso, principalmente neste momento de crise financeira e que precisamos buscar implantar ações para geração de empregos e receita no município”, concluiu Massa.

você pode gostar também Mais do autor